Depilação a Laser

Depilação a Laser: Tudo o que você precisa saber!

A depilação é um assunto muito abordado e ainda tabu para muitas pessoas. Independente do gênero, nem todo mundo é adepta (o) a retirar os pelos do corpo, seja de forma momentânea ou definitiva.

Contudo, para quem gosta desse hábito, atualmente há diversas opções de técnicas disponíveis, que vão desde o creme depilatório, até a depilação a laser, sobre a qual falaremos mais no post de hoje.

O que é depilação a laser e como ela é feita?

A depilação a laser é um procedimento que consiste na retirada definitiva dos pelos do rosto e corpo. Atualmente, esse é um dos métodos mais utilizados devido à sua eficácia e por não poluir o meio ambiente, como as lâminas descartáveis e ceras que não podem ser reaproveitadas.

O procedimento atua destruindo a raiz dos pelos através da luz emitida pelo aparelho a laser, que cauteriza e elimina os pelos de forma gradativa. Por isso, são necessárias algumas sessões com intervalos entre elas (cerca de 30 a 45 dias) para a eliminação completa dos pelos.

Cada sessão tem duração entre 05 e 30 minutos, que pode variar conforme o tamanho e a complexidade da área a ser depilada. O procedimento é simples, assim como a preparação necessária: basta aparar os pelos cerca de três dias antes da sessão e não estar com a pele bronzeada.

A depilação a laser pode ser feita em quase todas as partes do corpo, com exceção das sobrancelhas. Apesar de em algumas situações ser necessário algumas sessões de manutenção da depilação, o laser ainda é a técnica mais eficaz entre os demais métodos de depilação.

Além disso, ele é considerado mais sustentável, pois gera pouco lixo, e também tem um bom custo-benefício, uma vez que vai eliminar da sua vida as lâminas e objetos utilizados para os procedimentos com cera que são descartados em seguida.

Vantagens e Desvantagens

Como principais vantagens, podemos citar a remoção efetiva dos pelos, o que torna o procedimento prático, e também a depilação a laser ajuda a minimizar os incômodos pelos encravados, bem comuns com o uso da lâmina.

Além disso, o procedimento também ajuda a evitar o escurecimento de algumas áreas da pele, causadas pelo uso de outros métodos de depilação.

Como desvantagem, podemos citar o custo elevado do procedimento, a dor que algumas técnicas causam e o fato dele não ser eficaz para quem possui pelos claros e finos.

Cuidados importantes e Contraindicações

Como em qualquer outro procedimento, é fundamental seguir sempre as orientações antes e após realizar a depilação a laser. Confira a seguir os principais cuidados que você precisa ter:

  • Evite a exposição solar antes e após a aplicação do laser, pois o sol pode causar queimaduras, manchas e sensibilizar ainda mais a pele;
  • A pele não pode estar bronzeada antes do tratamento;
  • Aplique filtro solar na pele diariamente, principalmente nas áreas em que o procedimento foi realizado, pois a pele estará mais sensibilizada;
  • A região depilada pode ficar bastante sensível após o procedimento, por isso, hidrate bem a pele com produtos que contenham propriedades calmantes e beba bastante líquido;
  • Caso os pelos cresçam entre as sessões, não utilize nenhum método que puxe os pelos pela raiz. Neste caso, prefira usar a lâmina ou aparadores elétricos;
  • Evite o uso de ácidos dermatológicos durante o tratamento, pois podem sensibilizar ainda mais a pele.

Além de alguns cuidados importantes, existem também contraindicações da depilação a laser, que não deve ser realizada nos seguintes casos:

  • O procedimento não é eficaz em pelos muito claros ou brancos;
  • Não deve ser realizado em pessoas com diabetes não controlada, pois pode ocasionar alteração de sensibilidade na pele;
  • Não deve ser realizado em pessoas com hipertensão descontrolada, pois pode ocasionar pico de pressão;
  • Não deve ser realizado em pessoas com epilepsia, porque pode dar origem a uma crise epilética;
  • Não deve ser realizado em gestantes em áreas como: barriga, mama ou virilha;
  • Não deve ser realizado em pessoas que tomaram remédios fotossensibilizantes, como a isotretinoína, nos 6 meses anteriores;
  • Não deve ser realizado em pessoas com vitiligo, pois podem surgir novas áreas de vitiligo onde houver a exposição ao laser;
  • Não deve ser realizada em áreas afetadas por doenças de pele, como psoríase, por exemplo;
  • Não deve ser realizado em áreas com feridas abertas ou hematomas recentes;
  • Não deve ser realizado em casos de câncer, durante o tratamento;
  • O procedimento não é indicado para áreas de mucosas, parte inferior das sobrancelhas e diretamente sobre os órgãos genitais.

Ao realizar um procedimento de depilação a laser, procure profissionais capacitados (as) e locais confiáveis e certificados.

Depilação a laser x Fotodepilação

É comum as pessoas confundirem a fotodepilação com a depilação a laser, contudo, são técnicas que apresentam resultados bem diferentes. A depilação a laser, atua de forma profunda, atingindo a raiz dos pelos e eliminando-os de forma definitiva.

Já a fotodepilação, também conhecida como LIP, é realizada com um aparelho que emite uma luz pulsada (não é laser), que atua apenas na área externa do pelo, sem atingir a raiz e o bulbo capilar. Dessa forma, este não é um método definitivo.

Perguntas frequentes

Confira a seguir as perguntas mais frequentes com relação ao procedimento de depilação a laser. Quem sabe alguma dessas também pode ser a sua dúvida!

Depilação a laser funciona mesmo?

Funciona! Segundo especialistas, a depilação a laser é o método mais seguro e eficiente para a remoção de pelos. Após cerca de 10 sessões em uma área, os pelos são removidos de forma definitiva.

Depilação a laser dói?

Durante a execução do tratamento, é comum sentir um pouco de dor e desconforto, como um pinicamento no local que está sendo aplicado o laser.

Quanto mais fina e sensível for a pele, maior a chance de sentir dor durante o procedimento. Além disso, as áreas em que o procedimento costuma ser mais dolorido são aquelas que possuem mais pelos e eles são mais grossos.

Faz mal fazer depilação a laser?

A depilação a laser não faz mal para a pele. O procedimento não apresenta riscos para a saúde, como câncer ou doenças de pele, como algumas pessoas acreditam.

Mas é importante lembrar que o procedimento apresenta algumas restrições, que são sempre identificadas previamente no momento de preencher a ficha de avaliação antes de realizar a depilação.

Por isso, é fundamental realizar o procedimento em clínicas especializadas e por profissionais sérios, para respeitarem as contraindicações além de utilizarem equipamentos confiáveis e de qualidade.

Quanto tempo demora para crescer os pelos com depilação a laser?

Em geral, os pelos com depilação a laser começam a crescer cerca de 45 a 90 dias após o procedimento, quando se deve realizar a próxima sessão até completar o tratamento, que costuma durar por volta de 10 sessões. Após isso, os pelos não voltam mais a crescer.

Como é uma sessão de depilação a laser?

O primeiro passo de uma sessão de depilação a laser é a avaliação, em que a (o) profissional avalia a sua pele para identificar o tipo do pelo, se não há nenhuma lesão na região a ser depilada, além de outros pontos.

Em seguida, é o momento de se preparar para as sessões. O indicado é retirar os pelos com lâmina cerca de 3 dias antes da sessão, para que estejam no tamanho ideal para ser realizado o procedimento.

É importante que sua pele esteja bem hidratada para evitar sensibilização, por isso, beba bastante água, hidrate a pele diariamente e evite a exposição solar principalmente da região a ser depilada por pelo menos 30 dias antes da depilação.

Durante a sessão, é utilizado um aparelho que emite um feixe de luz de grande intensidade que atinge a raiz dos pelos, a fim de cauterizar (queimar) essa raiz para que os pelos não cresçam mais.

Depilação a laser é definitiva?

Na maioria dos casos sim, pois a depilação a laser é considerado o método mais eficaz de depilação e que apresenta os melhores resultados. Contudo, é importante deixar claro que alguns fatores hormonais podem interferir no nascimento dos pelos.

Dessa forma, pode ser que alguns deles voltem a crescer depois de algum tempo, mesmo após a depilação a laser. Esses são casos isolados, contudo, é possível garantir a eficácia do procedimento realizando manutenções quando necessário, para inibir o crescimento de novos pelos.

---

A depilação a laser é um método eficaz para a remoção de pelos. Contudo, é importante verificar sempre as contraindicações e cuidados antes e após realizar o procedimento.

Outro ponto importante é que a depilação é algo bastante pessoal e não deve ser entendida como uma obrigatoriedade para ninguém. Por isso, se você não se sente incomodada (o) com os pelos, seja livre. Contudo, se você não gosta, vale a pena optar pelo procedimento que apresenta o melhor custo-benefício e resultados comprovados.