Colorimetria na Maquiagem

Aprenda a usar corretamente a Colorimetria e o Círculo Cromático na Maquiagem!

Você já conhece ou ouviu falar sobre a teoria das cores? Esse conceito, muito utilizado na colorimetria tem ganhado destaque no mundo da maquiagem. Isso porque ele possibilita ter mais noção a respeito das cores e das combinações possíveis.

No post de hoje, você vai entender melhor como funciona a disposição das cores no círculo cromático e de que forma é possível harmonizá-las na maquiagem, para garantir um efeito harmônico e profissional!

O que é e como estudar colorimetria na maquiagem?

A colorimetria consiste no estudo da teoria das cores, e pode ser aplicada na decoração, na moda e também na maquiagem. No mundo da make, a colorimetria ajuda a combinar as cores entre si, de modo a deixar mais harmonioso o resultado final da composição.

Dessa forma, as cores são trabalhadas não apenas na combinação das sombras entre si, como também da harmonização geral da make: batom, blush, contorno, e até mesmo dos corretores ou corretivos coloridos, que você vai entender melhor ao longo do texto como funciona essa correção.

O estudo das cores é feito através da análise do círculo cromático, composto por cores quentes e frias, divididas em:

  • Cores primárias: Azul, Amarelo e Vermelho, são cores que não podem ser decompostas, contudo, quando combinadas possibilitam a criação de outras cores.
  • Cores secundárias: Verde, Violeta e Laranja. São resultantes da combinação de 2 cores primárias.
  • Cores terciárias: são resultantes da combinação de uma cor primária + 1uma cor secundária. Dessa forma, elas são as nuances presentes no círculo, como, por exemplo: Verde Azulado, resultante da combinação de Azul + Verde; Rosa, combinação de Vermelho + Violeta; etc.

Círculo Cromático: Eduk/Pinterest

Como combinar as cores da maquiagem?

Entre as inúmeras cores presentes no círculo cromático, é possível criar diferentes combinações. Essas misturas, podem ser feitas para harmonizar diferentes cores de sombra para criar um olho esfumado, ou ainda para criar um look monocromático, combinando sombra, batom e blush.

Além disso, as cores também pode ser utilizadas para criar contrastes e destacar característica, como, por exemplo, a cor dos olhos. Dessa forma, os olhos azuis podem ser evidenciados com tons de laranja, já os olhos esverdeados, ganham mais destaque com sombras em tons terrosos, e os castanhos são ressaltados com cores verdes.

No quesito maquiagem, as cores podem ser utilizadas de forma a criar harmonia ou contraste, dependendo do intuito da make. Atualmente, há diversas tendências como a maquiagem e-girl, que muitas vezes combina as cores da sombra, blush e batom, a fim de conferir um ar mais angelical, como as bonecas orientais.

Além disso, na maquiagem coreana, por exemplo, a mistura de cores é mais sutil. Há ainda infinitas possibilidades, como as maquiagens coloridas ou neon, que trabalham diferentes combinações.

Quando o assunto é correção de pele, seja para suavizar manchas e marcas na pele, é possível utilizar cores complementares, que você entenderá melhor na sequência. Adiantando um pouco o assunto, para atenuar as olheiras roxas, por exemplo, é possível utilizar um corretivo amarelado.

Já para manchas avermelhadas, comuns em peles acneicas, podem ser camufladas com corretivo verde, e a lógica segue a mesma para todos os tipos de manchas.

Quais são as cores quentes na maquiagem? E as frias?

Além da classificação das cores em primárias, secundárias e terciárias, como mencionamos, eles também podem ser classificadas em quentes e frias. As cores quentes são aquelas associadas ao calor, como vermelho, rosa, amarelo e laranja. Já as frias, são os tons de azul, verde e violeta.

Cores quentes e frias — Círculo cromático: Ale Santos/Pinterest

Saber essa definição é importante, pois ajuda a entender o fundo de cor da pele, seja para se automaquiar ou maquiar outra pessoa. Isso é importante no momento de escolher o tom da base, se ela precisa ser de fundo neutro, quente (fundo mais amarelado) ou frio (fundo mais rosado).

Como usar o círculo cromático na maquiagem?

A colorimetria e o círculo cromático, são utilizados para diversos fins, como por profissionais que trabalham com coloração de cabelos, decoração de interiores, design gráfico, design de moda, consultoria de imagem e, claro, maquiagem. Na maquiagem, esse estudo de cores serve para:

  • Saber harmonizar melhor as cores na make;
  • Entender o subtom da base;
  • Saber usar os corretores coloridos;
  • Combinar a maquiagem com os olhos, cabelo e tom da pele;
  • E muito mais.

A colorimetria e o estudo do círculo cromático, possibilita compreender melhor todas as possibilidades de combinações de cores: complementares, análogas e monocromáticas.

Também é possível criar combinações triádicas, quadrangulares e retangulares, contudo, essas são opções mais avançadas. Focando nas mais importantes, a seguir, você vai entender melhor cada uma dessas possibilidades:

Cores complementares

As cores complementares são aquelas opostas no círculo cromático, por isso, essa combinação é muito utilizada para quem quer criar um contraste entre as cores.

Make com cores complementares — amarelo e roxo: Leandra Diniz/Pinterest

Make Complementar — verde e rosa: B./Pinterest

Também é possível criar esse contraste com a cor dos olhos, ao maquiar uma pessoa com olhos azuis, você pode apostar em uma sombra ou o delineador alaranjado.

Make laranja em olhos azuis: Dicas de mulher/Pinterest

Vale lembrar que você pode utilizar diversas saturações e tonalidades de uma cor, não precisa utilizá-la somente em uma saturação mais forte.

As cores complementares também são utilizadas para neutralizar manchas. Dessa forma, um corretivo verde, por exemplo, ajuda a neutralizar manchas vermelhas. Já para as olheiras mais azuladas, o corretivo laranja ajuda a neutralizá-las e, para as arroxeadas, o corretivo amarelo é ideal.

Cores análogas

As cores análogas são aquelas que ficam ao lado esquerdo ou direito da cor principal escolhida. Elas criam uma unidade na maquiagem, deixando-a mais harmônica. Uma combinação possível, por exemplo, é misturar vermelho com rosa ou laranja.

Outras opções de combinações de cores análogas são amarelo e laranja, verde e azul, roxo e rosa, entre outras. Essas misturas conferem um efeito mais discreto e equilibrado na make, por ter um contraste mais suave.

Make com cores Análogas — rosa e roxo: @makeupby_ev21 — tumblr/pinterest

Make com cores Análogas — laranja e amarelo: Dicas de Mulher/Pinterest

Make com cores análogas — verde e azul: Wattpad/Pinterest

Cores monocromáticas

As cores monocromáticas são as nuances de uma mesma cor principal. Ao criar uma maquiagem com essa combinação, você consegue um efeito mais harmônico de tom sobre tom, além de conseguir criar efeitos de profundidade e dimensão.

Outra vantagem é que ao criar um olho esfumado monocromático, por exemplo, é possível fazer uma transição de sombras mais sutil e em degradê. Além disso, também é possível criar essa harmonia na composição entre batom, sombra e blush, por exemplo.

Make monocromática vermelha: Third Quarter Gallery/Pinterest

Make monocromática degradê rosa: Dicas de Mulher/Pinterest

Make monocromática degradê vermelho: Rosana Soares/Pinterest


Você já conhecia a colorimetria e o círculo cromático, ou escolhia aleatoriamente as cores para combinar a make? Conta pra nós aqui nos comentários. Continue acompanhando nosso Blog e nosso Instagram para ficar sempre por dentro do nosso conteúdo!