Skincare: Mitos e Verdades

Skincare: Conheça alguns Mitos e Verdades sobre os Cuidados com a Pele

Atualmente, ouvimos falar muito sobre skincare e possíveis rotinas para os mais variados problemas de pele. Contudo, é importante deixar claro que não existe uma verdade absoluta a respeito desse assunto.

Primeiramente, cada pele é única, assim como cada rotina de skincare, que para ser definida, é fundamental consultar um (a) dermatologista, que irá avaliar a derme e verificar quais as necessidades dela e quais os produtos mais indicados para tratá-los.

Dito isso, existem inúmeros mitos a respeito dos cuidados diários com a pele, sobre os quais iremos falar no post de hoje. A seguir, você confere alguns dos principais mitos e verdades a respeito de skincare.

Pele oleosa não precisa de hidratação: MITO

Esse é um dos principais mitos a respeito da pele oleosa. Isso porque sua principal característica é o excesso de produção de sebo, o que não quer dizer que ela necessariamente está hidratada, uma vez que a hidratação está relacionada à quantidade de água na pele.

Apesar de muitas vezes a pele aparentar estar hidratada, devido ao viço que o excesso de oleosidade aparenta, muitas vezes a derme pode estar com falta de água e necessitando de hidratação.

O mais importante em uma rotina de cuidados com a pele oleosa, é buscar produtos indicados para esse tipo de pele, incluindo um hidratante, de preferência em textura gel ou sérum, que seja indicado para peles oleosas.

Não precisa usar protetor solar dentro de casa: MITO

Este é outro grande mito a respeito dos cuidados com a pele. A proteção solar é fundamental para todos os tipos de pele, em todas as estações do ano e em todos os lugares durante o dia, muitas vezes até mesmo à noite, se houver muita indecência de luz azul ou branca.

Por isso, o filtro solar deve ser usado diariamente até mesmo dentro de casa e outros ambientes fechados. Isso porque a radiação solar indireta também é prejudicial à pele, isso mesmo, aquela claridade que entra pela janela e somos expostos diariamente, também é prejudicial à pele.

Vale lembrar que a exposição da pele à luz solar ou artificial, aumenta o surgimento de manchas e intensifica os sinais de envelhecimento precoce, podendo até mesmo aumentar as chances de desenvolver um câncer de pele. Por isso, use filtro solar SEMPRE, dentro e fora de casa, faça chuva ou faça sol, pois esse é um dos principais passos em uma rotina de skincare eficiente.

Dormir de maquiagem faz mal para a pele: VERDADE

Quem nunca voltou de algum evento muito tarde ou cansada (o) e acabou dormindo sem tirar a make? Pois é, isso até pode acontecer eventualmente, mas não deve se tornar rotina, pois dormir de maquiagem faz mal para a pele sim.

Independente se a maquiagem é pesada, do tipo reboco, ou se é uma make mais leve do dia a dia, é fundamental remover os produtos aplicados na pele durante o dia, seja maquiagem, resíduos de filtro solar e até mesmo a poluição acumulada nos poros.

Esse passo evita a obstrução dos poros, assim como a formação de cravos e espinhas, além de prevenir possíveis irritações na pele e evitar o envelhecimento precoce.

Quanto mais produtos na rotina, melhor: MITO

Essa é uma grande dúvida de muitas pessoas que pretendem iniciar uma rotina de skincare e acreditam que precisam de muitos produtos e uma lista enorme de passos. Apesar de rotinas com muitos passos terem ficado famosas na internet, como a rotina coreana de 10 passos, por exemplo, ela não se aplica para todos os tipos de pele e nem para todas as realidades.

O mais importante, é garantir uma rotina de skincare com os passos essenciais para todos os tipos de pele (limpeza, proteção solar e hidratação), e incluir cuidados para problemas específicos, como acne, manchas, entre outros.

Por isso, é um mito achar que você precisa de milhares de produtos para cuidar da pele. Você pode começar pelo básico e incluir alguns passos conforme a recomendação do (a) seu (sua) dermato, lembrando sempre de utilizar produtos de qualidade e indicados para o seu tipo de pele e, claro, manter uma constância na sua rotina.

Quanto mais lavar o rosto, melhor: MITO

Nenhum excesso é bom, até mesmo quando falamos de limpeza. Lavar o rosto demais, pode acabar prejudicando a barreira de proteção natural da pele, acarretando possíveis irritações e ressecamentos.

Além disso, você ainda pode criar um efeito rebote, pois quando a pele entende que a camada de sebo produzido foi totalmente removida, ela trabalha de forma acelerada para produzir mais, e acaba produzindo ainda mais oleosidade.

Por isso, é um mito achar que a pele precisa se limpa várias vezes ao dia. Em geral, o ideal é lavar o rosto duas vezes ao dia, de manhã e de noite, com um sabonete específico para a face e para o seu tipo de pele.

Os cosméticos perdem o efeito a longo prazo: MITO

Esse conceito é bastante comum quando se fala em produtos de beleza, seja para o cabelo ou para pele. Existe uma crença de que a pele ou os cabelos acabam se “acostumando” com os produtos e eles perdem então o seu efeito.

Contudo, isso é um mito, pois a renovação da pele dura cerca de 28 dias, ou seja, durante esse período os produtos estão agindo na pele, de forma que ela não tem como se acostumar com os ativos, portanto, eles não perdem seu efeito sobre a derme. Vale lembrar que os dermocosméticos mostram seu resultado a longo prazo.

A acne desaparece na fase adulta: MITO

Este é um mito, que posso comprovar por experiência própria. Apesar dos cravos e espinhas surgem na adolescência e serem mais comuns nessa fase, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia ela também pode se manifestar na idade adulta, principalmente nas mulheres.

O problema pode estar relacionado a causas como o estresse, falta de sono, uso de cosméticos inadequados, ingestão de alimentos muito calóricos, entre outros fatores, que não estão necessariamente ligados apenas à idade.

Não é indicado usar ácidos no verão: MITO

Este é um mito que costuma causas bastante dúvidas no mundo do skincare, pois foi criada a ideia de que o sol é inimigo dos ácidos. Primeiramente é importante dizer que sim, o sol deve ser evitado durante os tratamentos faciais com ácidos, principalmente se tratando dos mais fortes, como o retinol ou ácido glicólico, por exemplo.

Contudo, é possível utilizar determinados ácidos no verão, sem esquecer, claro, que aplicar o filtro solar sempre logo após lavar o rosto. Alguns ativos, como o Mandélico e o Lático, por exemplo, são fotoestáveis, ou seja, podem ser utilizados em qualquer estação do ano, desde que apenas na rotina noturna e com proteção solar redobrada durante o dia.

Já os ácidos Tranexâmico ou a Vitamina C, por exemplo, podem ser utilizados tanto pela manhã quanto à noite, até mesmo durante o verão, lembrando sempre que o protetor solar é fundamental na rotina dos cuidados com a pele (com ou sem o uso de ácidos).

Não se deve aplicar mais de um AHA concentrado na mesma noite: VERDADE

Já falamos em algumas resenhas a respeito dos alfa-hidroxiácidos, excelentes aliados nos cuidados com a pele, pois promovem a renovação celular, o clareamento das manchas, a redução da acne e muito mais.

Atualmente, diversos produtos de skincare possuem AHAs na formulação. Por se tratar de um ativo concentrado, não é indicado utilizar mais de um ao mesmo tempo, pois isso pode sensibilizar a pele, uma vez que atuam promovendo a esfoliação química.

Vale lembrar que ao inserir qualquer tipo de ácido na sua rotina de cuidados com a pele, é fundamental consultar um (a) dermatologista para indicar o ativo mais indicado para as necessidades da sua pele.

---

Quando falamos de skincare é normal surgirem diversas dúvidas e mitos que vemos por aí. Por isso, é importante buscar fontes confiáveis para se informar, até porque nem tudo é uma verdade absoluta quando falamos de pele, pois cada um tem características bem particulares.

Neste caso, ninguém melhor do que um (a) profissional para te orientar a respeito de qual a melhor rotina para a sua derme! Continue acompanhando nosso conteúdo pelo blog e também pelo Instagram.