Dicionário da Pele

Dicionário da Pele: Conheça alguns dos principais termos!

Falamos sempre por aqui sobre skincare, ativos dermatológicos entre outros assuntos relacionados. Contudo, nem sempre nos atentamos de que alguns termos são pouco conhecidos e utilizados, o que pode acabar comprometendo a compreensão do conteúdo como um todo.

Por isso, preparamos para você, um guia com os principais termos quando falamos em cuidados com a pele, para te ajudar a entender melhor nossos posts e outros conteúdos semelhantes.

A

  • Ativos: os ingredientes ativos, como o nome indica, são substâncias adicionadas às fórmulas dos cosméticos que atuam de alguma forma sobre a pele, seja proporcionando hidratação, ação antienvelhecimento, tratamento de manchas e espinhas, entre outras. Eles atuam não somente na superfície da pele, como também em camadas mais profundas.
  • Alfa-hidroxiácidos (AHAs): quando falamos sobre pele e cosméticos, é bem comum ouvirmos a respeito dos AHAs, presente na formulação de inúmeros dermocosméticos utilizados atualmente. Estes ácidos são solúveis em água, derivados de frutas e cereais. Eles atuam melhorando a textura da pele, a aparência dos poros, reduzindo a acne, minimizando manchas, cicatrizes e linhas de expressão.

    Exemplos: Ácido Glicólico (originário da cana de açúcar), Ácido Lático (do leite), Ácido Mandélico (das amêndoas amargas) e Ácido Cítrico (das frutas cítricas, como limão e laranja).

B

  • Barreira cutânea: este é um termo bem comum quando falamos em skincare. Essa barreira é a camada mais exposta da pele, também é conhecida como manto hidrolipídico. Ela atua como uma camada de proteção e está situada acima da camada córnea, composta por células e substâncias como ceramidas, colesterol e ácidos graxos livres.

C

  • Camada córnea: trata-se da última camada da pele, formada por células mortas, queratina e lipídeos. Ela é essencial para reter a água dentro da pele, evitando que ela evapore rapidamente.
  • Ceramidas: as ceramidas são componentes da epiderme, e podem estar presentes em nossa pele (na camada córnea) e também nos cosméticos. Junto dos ácidos graxos e do colesterol, elas preenchem os espaços entre os queratinócitos e ajudam a evitar a perda de água. Dessa forma, as ceramidas atuam na barreira de proteção cutânea, preservando a integridade da pele.
  • Colágeno: o colágeno é uma proteína que pode ser encontrada naturalmente no organismo. Ele é importante para manter a estrutura, a elasticidade e a firmeza da pele, além de contribuir para a saúde das unhas e dos cabelos e ser responsável por constituir as fibras que sustentam os tecidos do corpo, como ossos, músculos, tendões e articulações.

D

  • Derme: é a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas.

E

  • Elastina: a elastina é uma proteína com função estrutural, que forma as fibras elásticas presentes em nossa pele e é responsável pela sua firmeza e elasticidade.
  • Epiderme: essa é a primeira camada da pele e forma a barreira cutânea ou lipídica (também conhecida como manto hidrolipídico).

F

  • Fibroblastos: são células do tecido conjuntivo que possuem a função de fazer a síntese de componentes como o colágeno e a elastina. Elas são importantes na cicatrização e recuperação da pele.
  • Filagrina: é uma proteína essencial para a formação da camada córnea. Dessa forma, ela é importante para a barreira de proteção da pele.
  • Folículo piloso: ouvimos falar sobre eles quando o assunto é foliculite, por exemplo. O folículo piloso é uma estrutura da pele responsável pela produção e crescimento dos pelos.

G

  • Glândulas sebáceas: esse é outro termo que ouvimos bastante quando o assunto é limpeza de pele ou acne, por exemplo. As glândulas sebáceas ficam localizadas na derme, uma camada mais profunda da pele. Elas possuem ductos que levam o sebo até os folículos pilosos e, em regiões que não possuem pelos, os ductos lançam sua secreção diretamente na pele.
  • Glândulas sudoríparas: através dos poros, elas liberam suor para a superfície da pele. Essas glândulas são divididas em: écrinas, encontradas no corpo todo, e apócrinas, encontradas nas axilas, área genital e seios.
  • Glicação: glicação é um processo em que uma molécula de açúcar se liga a uma proteína deixando-a instável, na pele, essa união pode acontecer com proteínas como o colágeno e a elastina, resultando em flacidez e sinais na pele.

H

  • Hipoderme: essa é a terceira e última camada da pele, formada principalmente por células de gordura.

I

  • IV: essa sigla se refere à radiação infravermelha, com maior comprimento de onda que a radiação UV. Ela está presente em tudo aquilo que produz calor e é a principal responsável pelo envelhecimento precoce da pele.

J

L

  • Lipídeos: de maneira geral, os lipídios são gorduras. Eles estão presentes na camada hidrolipídica ou barreira cutânea, coberta por água e lipídios.

M

  • Melanina: é uma proteína responsável pela defesa da pele e por sua pigmentação. Sua principal função é proteger o núcleo (DNA) da nossa pele contra os raios solares e demais lesões.
  • Melanócitos: são as células que produzem a melanina, encontradas na junção da derme com a epiderme.
  • Melanogênese: é o nome do processo de síntese de formação da melanina.
  • Manchas: as manchas são essas alterações formadas por anormalidades na pigmentação da pele e podem surgir por vários motivos. Genética, alterações hormonais, hábitos de vida e, principalmente, exposição solar sem proteção são as principais delas.

N

  • NMF: é a sigla utilizada para se referir aos Fatores Naturais de Hidratação da pele, que nada mais são do que moléculas umectantes que retém a água na epiderme. Entre elas, as mais importantes são o ácido lático e a ureia.

O

P

  • Peptídeos: os peptídeos são moléculas de aminoácidos que formam as proteínas. Eles atuam “avisando” a pele que ela está com falta de proteínas, ajudando assim a fortalecer a barreira cutânea e a prevenir o envelhecimento precoce.
  • Poros: são pequenos orifícios presentes na estrutura da pele, responsáveis por secretar líquidos como o suor e o sebo. Somente em nosso rosto, há cerca de 300 mil poros, concentrados na região T (que compreende o nariz, a testa e o queixo).
  • pH da pele: o pH indica o grau de acidez, alcalinidade ou neutralidade da nossa pele. O que define esse pH é o equilíbrio entre a quantidade de água, sais minerais, gordura e secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas presentes na superfície da pele.

Q

  • Queratinócitos: eles se formam na camada mais profunda da epiderme e, são responsáveis pela produção de queratina, fazendo da epiderme uma camada protetora.
  • Queratolíticos: são substâncias que ajudam a dissolver a camada córnea da pele. Esses ativos são muito utilizados para eliminar verrugas e outras lesões em que a epiderme produz excesso de pele.

R

  • Radicais livres: os radicais livres são substâncias produzidas naturalmente pelas células durante a queima do oxigênio, realizada para transformar os nutrientes absorvidos em energia. Esse processo não é prejudicial à pele, contudo, o excesso de radicais livres pode acabar prejudicando o organismo e causando danos a células saudáveis. Isso pode resultar na degradação das fibras de colágeno, levando ao surgimento de sinais na pele, linhas de expressão e flacidez.
  • Renovação celular: este é outro termo que falamos muito quando o assunto é limpeza facial. A renovação celular é um processo natural do corpo, que dura cerca de 28 dias em média. Contudo, essa duração pode variar conforme envelhecemos, podendo chegar a 40 dias. Durante esse processo, as células nascem na camada mais profunda da epiderme e são transportadas para a camada córnea (superficial), em que chega como uma célula morta e fica por ali até “descamar” ou ser removida.

S

  • Sebo: é o termo utilizado para se referir à secreção produzida pelas glândulas sebáceas.

T

  • Tirosinase: é uma enzima importante no processo de formação de melanina, considerada a principal responsável pela coloração de pele, cabelos e olhos.

U

  • UVA: é a sigla que representa a radiação ultravioleta A. Ela está presente nos raios solares o dia inteiro, inclusive ultrapassa vidros de janelas, e está presente mesmo com o clima frio. Ela penetra mais na pele, está associada ao câncer de pele, além de ser a radiação que causa o envelhecimento precoce da pele.
  • UVB: radiação ultravioleta B. Está presente nos raios solares em maior intensidade entre às 10h e às16h, quando o sol incide mais diretamente na Terra. Penetra mais superficialmente na pele e tem um poder maior de reagir com o nosso DNA, por isso é mais associada ao câncer de pele.

E aí, tem algum termo que você não conhecia? Eventualmente, quando falamos principalmente sobre os cuidados diários com a pele, surgem muitas dúvidas. Para isso, criamos esse glossário da pele, que será atualizado sempre que necessário.

Sentiu falta de algum termo por aqui? Deixa pra nós aqui nos comentários que iremos incluir! 😉